Ever tried. Ever failed. No matter. Try again. Fail again. Fail better. Samuel Beckett

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Como ter número de telefone Inglês

Quando comecei a fazer as minhas primeiras candidaturas para Londres tive 3 grandes obstáculos. Primeiro, estava a viver em Lisboa. Segundo, a morada no meu CV não era do Reino Unido. Terceiro, o meu numero não era Inglês. Quando troquei a minha morada por a de quem me ia deixar fazer um pouco de couchsurfing quando chegasse a Londres comecei a receber algumas chamadas. Mas mesmo assim nunca chegaram aos números de quando usei um numero Inglês.
Basta colocarmo-nos na pele de quem está a recrutar. O cv parece interessante mas depois o número de telefone é +351054184... mas que raio de número é este? Next...

Por isso uma das primeiras coisas que fiz quando cheguei a Londres foi encontrar uma forma de ter um numero Inglês. O que fiz foi ir a uma loja que vende qualquer tipo de telemóvel para qualquer rede, a Carphone Wharehouse. Queria também comprar um telemóvel barato para ter os dois números ligado, não fosse alguém ter um cv antigo.

Comprei um telemovel da nokia bem ultrapassado mas novo por 17£ e veio com um cartão com 10£. Achei isso um negócio melhor do que comprar apenas um cartão. (Hoje em algumas lojas é possível comprar um telemóvel por, por exemplo, 10£ com 10£ de saldo.) Depois esgotei o saldo rapidamente porque como usava a companhia Orange pagava até para ouvir o meu próprio voicemail (onde os agentes de recrutamento deixavam voicemail directamente sem sequer me dar oportunidade de atender). E quando reparei estava a gastar uns 30£ ou mais por mes nesta brincadeira....

Para resumir um pouco. Pode-se comprar cartões SIM numa das varias lojas que ha cá como a phones4you ou a carphonewarehouse e comprar um cartão que vem com saldo mas sem qualquer mensalidade obrigatoria (um pequeno aparte. O país pioneiro neste tipo de cartões sem contracto foi...Portugal). Isto chama-se "pay as you go". E depois pode-se carregar com dinheiro (chama-se "top up") mas tal não é possível no multibanco como estamos habituados. Terá de ser nas mercearias ou supermercados (ou online para algumas companhias como a vodaphone ou a O2). Na embalagem onde vem o Sim card vem um cartão magnético que fica associado ao teu número. Depois é só ir por exemplo a uma papelaria e dizer "I would like to top up please" e entregar esse cartão. O tipo da mercearia diz "how much?". E depois é dizer quantos pounds queremos carregar e ele insere os dados na máquina para o efeito. Se perderem o tal cartão magnético não ha stress. Em muitos dos supermercados é possível levantar um cartão igual de borla e depois associá-lo ao vosso número no momento de fazer top up.

[Apesar de ter feito isto muitas vezes com cartão multibanco não aconselho. Acontece que por vezes a máquina falha e temos de inserir o pin novamente...que poderá ser usado para clonar um cartão. É fácil passar o cartão num leitor de cartões diferente que guarda o número do cartão, pedir desculpa dizendo que houve um erro na máquina e depois passar novamente mas desta vez na máquina correcta. No final não desconfiamos porque tudo funcionou mas visto o sistema de videovigilancia (ou mesmo um outro aparelho) é propriedade do tipo da papelaria é fácil de clonar o cartão e ter o vosso PIN depois de ver as imagens de cctv. Nunca me aconteceu mas tenho vários colegas meus que já tiveram varios cartões clonados. Nunca fiando. Mais vale levantar dinheiro antes e pagar em cash. Outro conselho obvio é nunca perder de vista o vosso cartão. Normalmente pedem para sermos nós a colocar o cartão na máquina justamente por motivos de segurança. Por isso façam questão para não dar o cartão.]


Por ter gasto muito nos primeiros meses, depois de ter emprego, comecei a ver outros tarifários. Existem contratos que oferecem o telemóvel (decente) e que até podem valer a pena (embora para telemóveis de topo acho que é um roubo) mas são sempre no mínimo de 12 meses e normalmente 18 ou mais para oferecerem telemóvel. E na altura eu tinha problemas em fazer planos para mais de 6 meses. Apesar de contas tinha acabado de encontrar emprego mas as notícias eram de que a crise se ia prolongar.
Por isso acho que devem considerar tarifários de contracto mas que se chamam 30 day rolling contract. Basicamente é um contracto de um mês. Deixas de pagar, acaba o contracto. Simples. Existem opções assim na vodafone e na o2. Na o2 ha o simplicity. Custa 10.50£ e temos 100 minutos para todas as redes (e voicemail não conta). Acho que acaba por ser muito mais em conta do que comprar um cartão e ser pay as you go. A vodafone tem um muito semelhante onde podes escolher por ter menos minutos (50min) e ter 100MB para internet movel. Enfim ha mesmo muita oferta depois de procurar. Agora quando vou a Portugal e tenho de carregar o velhinho cartão exTMN/UZO sinto que é tudo muito caro.

O tarifário que acabei por escolher foi o simplicity com pacote de dados de 500MB (era ilimitado no início, antes de descobriram que tinham demasiados utilizadores) que é à volta de 15£ mes com 300 minutos. Não sei se será o melhor (acho que a vodafone tem um melhor) mas como dá-me um desconto na conta da Internet de casa (também da O2) vou ficando com ele.

Ficam aqui uns links para as operadoras moveis que me lembro:
As de topo:
O2 - Julgo que é a que tem melhor recepção 3G de Londres mas sofre muito por ter muitos clientes. É uma espécie de TMN. Por isso as chamadas caem volta e meia apesar de ter recepção máxima. E também acontece perder conectividade à internet (apesar de ter 3G no max) e tenho de desligar a antena e ligar para obter ligação novamente. Por exemplo quando fui ver um jogo de futebol tinha sinal perfeito mas nem enviar sms conseguia.
T-Mobile - Não consigo decidir-me sobre esta. Mais conhecida por uma série de golpes publicitários bem conseguidos com flashmobs partilhadas por todo o mundo. A T-Mobile tem muito bons tarifários para self employed (empregados por conta própria ou por contracto) mas é preciso negociar com um agente. Um colega meu conseguiu 2 telemóveis Android de topo (de borla) e um pacote de uns 1500 min com pacote de dados por 40£.
Vodafone - A mais conhecida dos Portugueses. A recepção parece boa. Tem tarifários competitivos mas existem alguns tarifários apenas online. Não os podes fazer nas lojas, pessoalmente. Depois quando o site berra (e acontece com frequência) ficas sem poder fazer top up para ter o tarifário que usar.


As Low cost (a meu ver tipo UZO):
Orange - Foi a minha primeira. A recepção em Londres é bem melhor que as abaixo. E tem o Orange Wednesdays onde enviando um sms recebemos outros que pode ser usado para ter um 2 por um em bilhetes de cinema nas quartas feiras (o sms custa uns 30p).
Talk Talk - não tenho opinião sobre esta. Sei que para alguns é uma boa alternativa para internet fixa.
Three (3) - Tem alguns tarifários competitivos mas a recepção é uma vergonha. Sais de Londres e diz adeus. Tentei usar uma pen com Internet Movel mas não tinha qualquer recepção na minha área (este serviço é de evitar). Costumam aliciar clientes com os pacotes de free skype to skype calls mas nunca vi isto em acção.


De longe a pior opção é continuar com o numero Português continuar a pagar roaming durante meses. Parece incrível mas conheço com já o tenha feito.


Já que estamos a falar de números convém falar do indicativo Inglês +44.
Ao encontrar um numero inglês é possível que já tenham visto algo assim +44(0)7548911111. É estranho encontrar um numero com um digito (0) opcional. E este pequeno pormenor já me meteu em trabalhos.
Quando vim a Londres em férias porque tinha uma entrevista marcada acabei a telefonar para quem me ia dar cama mas o número parecia inválido. Tentei várias vezes sem sucesso. Acabei por ter sorte e a pessoa contactar-me.
O que aconteceu (e pegando no exemplo acima) foi que eu liguei +4407548911111, o que é errado. O (0) é opcional porque caso tenha o indicativo internacional não é usado. Ou seja, posso fazer uma chamada de Lisboa para Londres usando +447548911111. Mas se estiver em Londres preciso de usar o 0 ficando 07548911111. Todos os números começam por zero. 07 para números moveis. 02 para fixo (Londres neste caso). Fica aqui um link sobre os indicativos.

Um site que pode dar jeito é este sobre como arranjar números alternativos ao 0870. Os Bifes gostam de inventar coisas estranhas como Non-Geographical Numbers. São numeros que não são específicos a uma área geográfica em especial e que são geralmente de valor acrescentado (calls for mobile could cost considerably more, como eles gostam de dizer. Como quem avisa que se telefonares por um telemóvel vai custar um balúrdio mas não te vamos dizer quanto...). Normalmente são linhas de apoio ao cliente, que gostam muito de nos deixar largos minutos à espera. Esse site ajuda bastante pois retorna vários números alternativos fixos para não termos de pagar custos parvos. Uma estratégia que muitas empresas usam é fazer outsoursing dos serviços de cliente para países como a India onde tudo fica a preços de saldo. Isso causa-me dor porque, muitas vezes, o sotaque é muito cerrado e torna-se difícil de explicar coisas tão simples como o código postal. Mesmo assim prefiro ser atendido por Indianos do que Escoceses ou Irlandeses (onde não percebo puto (porque cantam em vez de falar), e têm mau feitio). Sempre dá para me rir quando me lembro do Apu.

Os Bifes não só têm números não geográficos como têm códigos postais não geográficos. Que até acabam por dar jeito. Por exemplo quando faço compras online uso o código postal da minha empresa que não esta relacionado com uma zona geográfica mas apenas com o escritório. Não preciso de saber o nome da rua ou número de porta. Se mudaram de instalações o condigo postal mantém-se. Despeço-me com amizade.

12 comentários :

Liliana Costa disse...

Muito util mesmo! A primeira coisa que fiz quando cheguei ca foi arranjar um nr ingles, pay as you go. telefone nao precisava pq tinha um dual sim cmg. Mas para quem tenciona enviar cvs para Londres, se eles virem um nr portugues nao vao ligar, por isso vale a pena vir ca e mesmo logo no aeroporto arranjar um nr

Rafael Alves disse...

Obrigado pelo post! É de extrema utilidade. ;)

London Calling disse...

Eu mesmo com nr pt ainda consegui chamadas. Mas era sobretudo agentes que depois de saberem que não vinha para londres nos tempos mais imediatos perdiam interesse. Também porque lhes interessa arranjarem contactos. Mais do que arranjar-me propriamente trabalho.

Não sei se arranjar um SIM inglês será boa ideia estando em Pt. porque depois telefonam muito e durante muito tempo (sem nada em concreto. apenas para recolher a info que ja esta no cv. e muito provavelmente sem qualquer emprego em mãos) e estamos nós a pagar roaming...

Se eles acham que és mesmo excepcional acho que te telf qualquer que seja o indicativo.

peixuni disse...

mais um gd post!!
eu arranjei um payg da lycamobile que ainda vou usando..a unica vantagem sao as chamadas para rede fixa tuga a 1p p/min

ja me ri muito com este post porque tambem me lembro sempre do apu quando quero explicar o sotaque deles a alguem.estao em todo o lado,nunca vi nada assim!!

pbarbosa disse...

Boas, eu comprei o meu sim card ingles no ebay... achei piada porque vinha selado e estava imediatamente activado, atribuiu-me um numero e tinha logo o roaming a bombar...

estou constantemente a receber chamadas sobre emprego em uk... sou mais um que vai emigrar :D

Anónimo disse...

Como fazer para ligar de um número inglês para um número português?

London Calling disse...

http://lmgtfy.com/?q=Indicativo+internacional+portugal&l=1

Anónimo disse...

Sou engenheiro eletrotecnico. Tenho 51 anos. Estou desempregado. Ca em pt nem sequer sou chamado para entrevistas. Comecei a enviar cvs para agencias no uk e geralmente no dia seguinte tenho contatos por telefone. Meu número é pt.
Também estou de partida para Cambridge. Adeus pt. Gostei muito.

London Calling disse...

olá Anonimo,
Mas nao estas a dizer a verdade toda pois nao?
Dos contactos "no dia seguinte" que tiveste quantos é que eram genuinos? Quantos é que tinham mesmo uma proposta ou eram apenas um recruitment consultant a tentar roubar-te informacao e contactos (como ja disse noutros posts)?
Quantos meses esteve a procura?
O lugar que encontrou é igual ou superior ao que tinha em portugal?

Das ofertas/entrevistas que tiveste quantas é que eram para uma empresa do estado?

E em Portugal? quantos anos é que trabalhou directa ou indirectamente para uma empresa do estado?
Digo-lhe pela minha experiencia que o IT em pt sobreviveu muito á custa de investimento do estado e/ou banca. E, claro, quando o credito acaba e procuramos investimento privado que nunca existiu...deixa de haver oferta.

Acho que ha uma grande ingratidao por parte de muitos que decidiram emigrar nos ultimos anos. Culpam um pais inteiro por nao criar um emprego feito a sua medida (mas ignoram os que tiveram á custa de investimento publico durante anos). Queixam-se de terem mestrados, doutoramentos sem uma oferta de emprego mas ignoram o pouco (ou nada) que pagaram por esses canudos. Uma fraccao do que custa no uk.


Leonardo Martins disse...

Primeiro tem que por +44 e pois tem que por +351 e numero que quer ligar

Leonor Silva disse...

Quero comprar um cartão O2 no ebay para poder usa-lo ainda aqui em Portugal, a minha dúvida é como se processam os carregamentos do mesmo cá? Alguém sabe?

Skipy disse...

Olá Leonor, já passou algum tempo mas, pode comprar através deste site o cartão Sim da O2.
http://www.prepaymania.co.uk/

Custa apenas 0,49 GBP, que é o custo dos portes dos correios, Royal Mail. Depois basta colocar num telemóvel e ligar 4444 para ativar e carregar "top Up". Pode fazer o registo na O2 através do site www.o2.co.uk.

Popular posts

Followers :

Tags

Closed Stations

Tag Cloud

Music Portugal Gigs Tube City Life Cultures Banksy Street Art TV Elections Festival Holborn Sainsburys Workplace flat hunting Brexit Football Lisboa bicycle Eleições GDIF Snow Sport arquitectura BBC Britain Canary Wharf Charities Comedy Deolinda Emigration Greenwich Humour Photography commute wage Ahhhh Saudadeeeee Arte Beer Benfica Camden Town Chelsea Chinatown ClaphamJunction Emigrante English English People Euro Flu Graffiti Halloween Islington Movies NHS Old Street Olympic Games Oxford Street Rough Trade Royal Family Seinfeld Tax Tooting Trafalgar Square Urban Voo Weather theater Accent Anniversary Argentina Art Bank Bank Holiday Boat Race Brasil British Museum Buenos Aires Cambridge Christmas Lights Christmas Tree City Docs Drinks EasyJet Economics Entrevista Euro 2012 Europe Holiday Ice Impostos Iran Ireland Jornalismo Language Livros London Marathon Lost in translation MEC Marathon Meditation Metronomy National Insurance Number National Portrait Gallery Nevão New Oxford Street Notting Hill Oxford Circus Piccadilly Circus Pub Referendum Riot Roller skate Royal Weeding Santa Scotish Scotland Sintra South Bank TimeLapse Union Chapel Vencimento Volcano World Cup coffee cycle economy lux nurse AI Alain de Botton America Anarchy Ano Novo Chinês António Damásio Apple Arcade Fire Argos August Balham Barbecue Beach Beckett Bed and Breakfast Benefits Big Ben Big Train Blasted Mechanism Blitz Blur Boeing 747 Bomba Boobs Booze Boris Johnson Brighton Bristol Britcom Brixton Bus Business CCTV CSS CV Cannon St Caribou Cell Cerebro Champions League Charles Dickens Cheias Chevrolet Cicio Cities City Airport Cloud Clubs Colégio Militar Comic Relief Consulado Covent Garden Cowards Cricklewood Croydon David Bowie Deflation Dia de todos os Santos Dublin East London Edward Hopper Eficiencia Einstein Euro 2016 Eyjafjallajokull Facebook Fado Figo Filand Flatiron Flight Friends Gherkin God Goodbye Gray's Inn Guincho Harrods Helpfull History Homeless House MD Hugh Laurie IPad Iceland Income Tax Interpol Iphone Jamie Oliver Jeremy Clarkson Jessie J Jobs Jogging Jonathan Ross José Saramago KOKO Katie B Kings Cross Laughter Lewisham Leyton Lianne Las Havas Litle Britain London 2012 London Bridge London Dungeon London Eye London Film Festival London Sealife Love Lupini MOD MS Madame Tussauds Madeira Maria Rita Marylebone Massive Attack May Mayor Mercearia Michael C Hall Microsoft Momento alto Money Monty Python Moonspell Movember Moçambique Mumbai NIN NYC National Insurance Nero Nuclear O2Arena OK Go Organ Oxford Oyster Pancake Paquistan Paralympic Games Peckham Pink Floyd Pistorius Play-Doh Poetry Pompeia Pontos da Semana Poppy Porto Primitive Reason Putney RATM Randy Pausch Recital Rejection Letter Religion Remembrance Day Renting Return Robert Capa Rota do Chá Royal Guard Run Rush Hour Rússia Save Miguel Saúde Science Shard Sikh Simpsons Sky Slang Sleet Space SpaceInvaders Sport Relief Square Mile St Patrick's Day St Paul's Cathedral Staind Stamford Bridge Storm Stratford Street Poet Strike Subsídios Summer Sun SuperBock Surf Swearing TFL TV Licence TV ads Tank Man Tea Telemovel Tesco Thames The Portuguese Conspiracy The Scoop The Smiths Tiananmen Tories Tower Bridge Tremoço Twitter UK VAT Vertigo Volvo WakeUpLondon Walkabout Waterloo Wembley Wimbledon Winter climbing code dEUS didgeridoo discotexas flat mate geek living cost march moulinex news pastel de nata plugs and sockets protest skyscraper west end