Ever tried. Ever failed. No matter. Try again. Fail again. Fail better. Samuel Beckett

domingo, 12 de maio de 2013

Made (Partially) in Portugal

Desde que cheguei a Londres que mudei a minha opinião sobre o meu País. No primeiro ano passei a defendê-lo com unhas e dentes. (julgo que é algo comum entre todos os recém-emigrados). Aproveitava qualquer momento para promover o meu País entre amigos, colegas, conhecidos. Trazia pasteis de feijão, de Belém e queijadas de Sintra aos colegas sempre que ia a Lisboa. E sentia uma responsabilidade de não manchar esta imagem com o meu trabalho ou comportamento (algo que gostava que fosse partilhado por todos os decidem sair, ao invés de virem para cá exclusivamente pelos benefícios sociais).

Quando fui a Cambridge conhecer a cidade pelas passadas de uma amiga que estava a terminar o Doutoramento vi os constantes olás por quem passava de bicicleta naquelas ruas estreitas. Era outros tugas também a terminarem Doutoramento numa das mais reputadas universidades do mundo. E eram tantos!
Ao ver um documentário sobre como se procura vida extraterrestre analisando meteoritos que atingiram a terra. E onde se tenta provar que a vida na terra pode ter começado não apenas com a sopa primordial mas com adn que viajou centenas de milhares de km pelo sistema solar ate chocar com a terra...e que seremos todos, provavelmente, extraterrestres. Uma teoria revolucionária cuja equipa é liderada por...uma Portuguesa.. Tudo isto juntamente com o "desenrascanço" (uma das maiores mentiras que comprámos cegamente) fizeram-me crer que Portugal tinha tudo para ser um País de sucesso. E que não o era apenas por azar ou falta de visibilidade. E que, com tempo, íamos ter o reconhecimento merecido...

Com tempo essa utopia desapareceu. Bastou ir ao supermercado em portugal e confirmar que a carne que comprava todos os dias era escocesa...irlandesa...argentina. E quando ia às compras aqui em Balham e penava para encontrar um produto Português. Temos azeite grego, italiano ou até sul-africano a 12.5£ por 500ml. Mas nenhum made in Portugal...nem um! Uma pesquisa levou-me à conclusão que, em Portugal, não somos auto-suficientes nem no azeite!
Espera...se fores aos vinhos vais encontrar um certamente. Sim...o Porto (porque é Taylor's...um apelido tipicamente tuga...) está lá. E ocasionalmente o Mateus. Mais nada. Nem Reguengos, nem Monte Velho...nada. Sim, pensa o tuga orgulhoso. Mas isso é porque o Sainsbury's não é um supermercado de classe média. Se fores ao Waitrose, ou a boas botle stores já encontras. Certíssimo  Mas porque é que encontro uma secção inteira para vinhos franceses, chilenos, australianos, sul-africanos, californianos ou até espanhóis separados por regiões mas nenhum tuga! Existe até uma estante de madeira onde estão os vinhos a começar por 20£...e nenhum tuga. Será que quando um vinho que não seja intragável é vendido em Inglaterra a 5£ não há lugar para um Quinta de Cabriz ser vendido a 6£? Isto custa pouco mais de 3€...seria lucro de 100%! Com uma margem destas porque é que não encontro vinhos desconhecidos como, por exemplo, o moscatel de setubal ou do douro? Por sermos desenrascados? Eu continuo a ver os mesmos vinhos sul-africados intragáveis a preços proibitivos para um tuga nas prateleiras portuguesas, porque é que não podemos ter vinhos tugas a preços para inglês ver?

De quando em vez encontro uma surpresa. Ha alguns meses encontrei espinafres tugas. Que são bem melhores que os espanhóis (como confirmei). Mas que custam mais do dobro! Como é que custa mais produzir espinafres em Portugal que em Inglaterra!? Quem é que vai pagar mais do dobro por algo que não é duplamente melhor?

Foi, também por isso que fiquei agradavelmente surpreendido quando, ao abrir a embalagem de um sortido de frutas, reparei nisto.


Só gostava que acontecesse mais vezes.

13 comentários :

MissLilly disse...

como percebo!
nos pensamos pequenino em portugal, e nao se pensa na exportacao. fico parva quando colegas meus me perguntam coisas do genero: "mas tb tem azeite bom em portugal?" e sim os vinhos! encontrei Monte Velho numa loja de vinhos (O majestic) por mais de 8£. Para nao falar no nosso vinho verde que muita gente desconhece.
Nao percebo :(

Cristina disse...

O esforço de internacionalização que as marcas portuguesas fazem é ridículo. Eu estou em África (este mês) e vejo-me a comprar azeite italiano. Absurdo.

NAVARRO disse...

Olá, moro em Witham, Essex, costumo ir às compras ao morissons, por lá encontro pêras Rocha, aquelas abóboras pequeninas e um vinho da região do Tejo, tudo made em Portugal. Mas o que mais me espanta é que quase tudo o que compro é espanhol, desde os morangos, o azeite, os tomates, as laranjas, o chouriço, etc. Se desde que me lembro que oiço dizer que os nossos produtos são mais saborosos do que os espanhóis, será que não os conseguimos vender aos ingleses?

London Calling disse...

Navarro, n acredito que os nossos produtos sejam melhores que os espanhois. Mas muitos sao certamente tao bons. O chourico que compro no sainsburys é carissimo e mt mau...e é espanhol. Sei que havera certamente melhor em espanha...mas pergunto-me pq n ha nenhum tuga nem ao mesmo preco. Conheco bastante bem uma empresa "pequena" que produz para portugal inteiro enchidos de qualidade. Chama-se estrela da beira e é frequente encontrarem os melhores enchidos de qualidade em grandes superficies destas marca...ca so tb ja encontrei mas numa loja tuga. Sera que n conseguem precos competitivos para ca? Ou sera que por os cargos de gestao serem atribuidos por lacos familiares...e enquanto o negocio der para pagar a vivenda o barco e o jeep nao se mexe. No dia que o negocio der para o torto, em que a procura interna diminuir drasticamente vao queixar-se que o governo nunca os apoiou...


London Calling disse...

Ola Cristina e MissLilly,
da para perceber pq é que acho importante sair para ter uma visao mais informada sobre o nosso Pais?
Acho que antes de nos queixarmos dos governos, das troikas, da alemanha...poderiamos ver este problema que existe desde sempre! Governos diferentes, sem o euro, sem a troika...isto continuaria por resolver.

Vou fazer um post sobre isto mas adianto que fui ao festival de cafe de londres...onde cheguei a ver uma pequena empresa familiar dinamarqueza. que fazia um cafe que mais parecia um batido...tudo mt rudimentar...e estavam la pra promover! Pai e filho!
Quantas empresas de cafe com dimensao temos em pt? sabem quantas vi? ZERO!

Encontrei empresas tugas...2. Uma que foi criada ja ca...logo n é bem uma exportacao.

Eu falo mt sem conhecimento de causa. Nao sei o que custa ter um negocio qt mais exporta-lo. Mas se os outros conseguem porque nos nao conseguimos?

Marshmallow disse...

Já vi que não és cliente do Tesco! :)
Em matéria de vinhos há o Ramada, o Douro, o Touriga Nacional, o Tagus Creek Trincadeira, e o Tagus Creek Fernao Pires, mais uma variante Rosé, o Mateus e o Tesco Vinho Verde. Online ainda encontras mais um ou dois rótulos diferentes.

Apesar da oferta a minha escolha, raramente recai nestes. E porquê? O preço claro! Na relação qualidade/preço o vinho português não consegue ser suficientemente competitivo, na minha opinião claro.

Mas o exemplo que dás:
"...não há lugar para um Quinta de Cabriz ser vendido a 6£? Isto custa pouco mais de 3€...seria lucro de 100%!...", é irreal.
Não me parece que seja assim tão linear. Então e os custos de distribuição para o Uk? Não serão certamente os mesmos que distribuir para Portugal, bem como os impostos e as taxas.

Só para dar um exemplo sobre as disparidades, cheguei a comprar em França um vinho (que é engarrafado no Uk e vendido aqui normalmente por £5+) por pouco mais de €2!

London Calling disse...

Mas douro e touriga nacionail n sao castas? E vi um da marca sainburys que era vinho de cozinha...e sinceramente n sei qt desse contribui mesmo para a producao tuga.

Sei q por ex o asda em c.junction tem tem allguns. Provalvelmente o mesmo nr q referiste mas uma infima parte de, por ex californianos...o q n se compreende. E so existem pq é uma superficie tao grande que chegou mesmo a ter cerveja sagres....alias...tinha mais marcas de cerveja brasileira que tuga!
É uma raridade e qd aparece é numa superficie tao grande q é uma infima parte dos restantes...n chega sequer a ter uma seccao sua tipo "portugues"...enquanto consegues ver a seccao do chile...e a de espanha separada por regioes!
Sim ter 100! De lucro é um raciocinio facil...mas conheces mts produtos que possam ser vendidos facilmente ao dobro do preco....que n gerem lucro? E mesmo q n gerem lucro...pq é que gera para os espanhois (custo de vida mais caro) e nao para nos qd temos as mesmas leis europeias?
Pq é que vejo a brahma (q todos odeiam) a venda no meu super local....mas n a sagres (que todos pedem nos pubs de shoreditch)?

É a mesma razao pq o comercio trad morreu em pt...mas continua a existir aqui. Enquanto funciona...compra-se a casa, o carro...arranja-se emprego para a filha...o primo...qd é tarde de mais para modernizar e pensar em outros mercados...é culpa do governo. Daí ter dado o exemplo do porto. É conhecido por todos justamente pq o cerebro n é tuga. Senao continuava nas prateleiras de pt.

Temos irish...e british pubs em todo o mundo, com a guiness e companhia... E quantas adegas? Quantas tascas? Quantas ginjas?... Arranjamos desculpas para tudo.

(Acabei por encontrar um cabriz perto de onde vivo...numa pequena tasca tuga a...9£. Um vinho de 3€ a 9£...comprei mas nunca mais la volto...é o q dá ser chico esperto)

Marshmallow disse...

Efectivamente Touriga Nacional, Trincadeira, Fernão Pires, Aragônes, Tinta Roriz, etc... são castas de uvas portuguesas.
Já Douro, é a Região Demarcada de Origem, tal como Dão, Alentejo, etc.
Dá-me a sensação que estes rotulos são feitos especialmente para o Mercado international, com o intuito de baixar custos.

Eu não disse que não era possivel obter 100% de lucro no vinho e muito menos que este não gerasse lucro. O que eu disse foi que um vinho que é vendido em Portugal a 3€, se no UK for vendido a £6 não significa que o lucro seja o dobro, visto haver custos de exportação, impostos e taxas a ter em conta.

Também não entendo como é que não encontro Super Bock no Tesco, e noutras grandes superficies e aqui a lojinha de conveniência do indiano tem!!

Nos ultimos anos, devido à emigração, tem-se verificado um aumento na oferta, principalmente Online.
No Tesco Wine by the Case, onde só se compra por embalagem de 6, é possível encontrar 2 qualidades de vinho da Quinta do Crasto, uma a ser vendida a £10.50 a garrafa e a outra a £14, ambas do mesmo ano vinicola, onde a única distinção parece ser a palavra Superior. Eu sei que a Quinta do Crasto foi medalha de Ouro recentemente mas a diferença de preço parece-me ridiculamente excessiva e injustificável mesmo para quem é um bom apreciador.

London Calling disse...

"O que eu disse foi que um vinho que é vendido em Portugal a 3€, se no UK for vendido a £6 não significa que o lucro seja o dobro,"

Sim, concordo. Mas é tb como disseste...porque é que não se vê mais? E como acho que disse: como é que um vinho frances consegue ser vendido ca a 6...ou mesmo 5. e um tuga, nao?

quanto ao preço de alguns vinhos.
eu não dou mais que 6...e muitas vezes é uma questão de tempo para vinhos de 12 estarem half price...experimento e se gosto compro umas quantas. Já outros dizem que um bom vinho tem de ser de 20€ para cima...mesmo sem conseguirem descrever qual gostam (a não ser a marca) dizendo apenas que gostam de vinho, mas do bom. Mas isso é outra historia.

(gostei de saber essa do tesco. tenho de dar uma olhadela para encomendar qq coisa).

faa m. disse...

eu tenho noção da dificuldade que é comprar coisas portuguesas fora de portugal.. por isso é que eu e um amigo até começamos a desenvolver um projecto sobre isso. mas para já, ficamos por aí mesmo, pelo projecto.

London Calling disse...

boa. ter projecto já n é mau.
Eu estou sempre a dizer que pao com chouriço e caldo verde é que era (da mesma forma que se faz no cais sodre) e não faço nada com isso.

felizmente alguns (muito poucos) apostam em algo de novo como o caso do nata28, que fica para outro post.

entretanto vi no meu super local uma bancada enorme de framboesas. fui a correr convencido que eram as tais portuguesas e que desta vez vinham em embalagem própria (em vez de partilharem com outras 2)...e eram espanholas...ao lado vi morangos!...ingleses (com este frio!). Bem que procurei mas n tornei a encontrar a embalagem que coloquei neste post...é o regresso a normalidade.

(uma reportagem da sic andou a entrevistar a nova geração de agricultores que exportam mais do que vendem para o mercado interno...e um dos exemplos era a framboesa (que eu quero acreditar que é a que comprei). Pena ser uma raridade.

Rabodesaia disse...

É engraçado como dependendo das zonas do país o supermercados atingem diferentes targets. Por exemplo o Sainsbury's onde vivo é frequentado por média/ média alta, enquanto o Tesco é totalmente diferente e quando entro lá, entro num submundo cheio de gente estranha. Mais caro é o Waitrose, mas é muito parecido ao Sainbury's em termos de frequência. Quantos aos produtos portugueses... encontras vinho no Sainsbury's e Tesco e no Waitrose por cerca de 6 libras, como por exemplo o Anfora ou o Tagus Creek que é Português também e o Rosé. Também já vi há venda Sagres e superbock. Compro pêra rocha, framboesas alguns vegetais. No outro dia comprei tremoços na TKMAX ( LOL) e também já lá vi azeite e vinagre " gourmet" a 5 libras por 750 mil.

London Calling disse...

Sim conheci um tipo que ia ao waitrose não pelos produtos bons e exclusivos (que tem) mas para tudo...tipo leite e vegetais que são tão bons como em outro local qualquer. A ideia é que sair de um supermercado destes é cool...tal como, se calhar, em lisboa é cool ir comprar no el corte Ingles.

Essa dos tremoços no tkmax é um achado! queria ver isso.
Onde é que encontraste isso? Gostava de poder comprar produtos tugas sem ter de ir a stockwell e ser tratado como empregado...

Popular posts

Followers :

Tags

Closed Stations

Tag Cloud

Music Portugal Gigs Tube City Life Cultures Banksy Street Art TV Elections Festival Holborn Sainsburys Workplace flat hunting Brexit Football Lisboa bicycle Eleições GDIF Snow Sport arquitectura BBC Britain Canary Wharf Charities Comedy Deolinda Emigration Greenwich Humour Photography commute wage Ahhhh Saudadeeeee Arte Beer Benfica Camden Town Chelsea Chinatown ClaphamJunction Emigrante English English People Euro Flu Graffiti Halloween Islington Movies NHS Old Street Olympic Games Oxford Street Rough Trade Royal Family Seinfeld Tax Tooting Trafalgar Square Urban Voo Weather theater Accent Anniversary Argentina Art Bank Bank Holiday Boat Race Brasil British Museum Buenos Aires Cambridge Christmas Lights Christmas Tree City Docs Drinks EasyJet Economics Entrevista Euro 2012 Europe Holiday Ice Impostos Iran Ireland Jornalismo Language Livros London Marathon Lost in translation MEC Marathon Meditation Metronomy National Insurance Number National Portrait Gallery Nevão New Oxford Street Notting Hill Oxford Circus Piccadilly Circus Pub Referendum Riot Roller skate Royal Weeding Santa Scotish Scotland Sintra South Bank TimeLapse Union Chapel Vencimento Volcano World Cup coffee cycle economy lux nurse AI Alain de Botton America Anarchy Ano Novo Chinês António Damásio Apple Arcade Fire Argos August Balham Barbecue Beach Beckett Bed and Breakfast Benefits Big Ben Big Train Blasted Mechanism Blitz Blur Boeing 747 Bomba Boobs Booze Boris Johnson Brighton Bristol Britcom Brixton Bus Business CCTV CSS CV Cannon St Caribou Cell Cerebro Champions League Charles Dickens Cheias Chevrolet Cicio Cities City Airport Cloud Clubs Colégio Militar Comic Relief Consulado Covent Garden Cowards Cricklewood Croydon David Bowie Deflation Dia de todos os Santos Dublin East London Edward Hopper Eficiencia Einstein Euro 2016 Eyjafjallajokull Facebook Fado Figo Filand Flatiron Flight Friends Gherkin God Goodbye Gray's Inn Guincho Harrods Helpfull History Homeless House MD Hugh Laurie IPad Iceland Income Tax Interpol Iphone Jamie Oliver Jeremy Clarkson Jessie J Jobs Jogging Jonathan Ross José Saramago KOKO Katie B Kings Cross Laughter Lewisham Leyton Lianne Las Havas Litle Britain London 2012 London Bridge London Dungeon London Eye London Film Festival London Sealife Love Lupini MOD MS Madame Tussauds Madeira Maria Rita Marylebone Massive Attack May Mayor Mercearia Michael C Hall Microsoft Momento alto Money Monty Python Moonspell Movember Moçambique Mumbai NIN NYC National Insurance Nero Nuclear O2Arena OK Go Organ Oxford Oyster Pancake Paquistan Paralympic Games Peckham Pink Floyd Pistorius Play-Doh Poetry Pompeia Pontos da Semana Poppy Porto Primitive Reason Putney RATM Randy Pausch Recital Rejection Letter Religion Remembrance Day Renting Return Robert Capa Rota do Chá Royal Guard Run Rush Hour Rússia Save Miguel Saúde Science Shard Sikh Simpsons Sky Slang Sleet Space SpaceInvaders Sport Relief Square Mile St Patrick's Day St Paul's Cathedral Staind Stamford Bridge Storm Stratford Street Poet Strike Subsídios Summer Sun SuperBock Surf Swearing TFL TV Licence TV ads Tank Man Tea Telemovel Tesco Thames The Portuguese Conspiracy The Scoop The Smiths Tiananmen Tories Tower Bridge Tremoço Twitter UK VAT Vertigo Volvo WakeUpLondon Walkabout Waterloo Wembley Wimbledon Winter climbing code dEUS didgeridoo discotexas flat mate geek living cost march moulinex news pastel de nata plugs and sockets protest skyscraper west end